Claudia Patria – UX Manager na Telefônica Brasil

Quando estou liderando um processo seletivo, meu principal objetivo é entender qual a linha de raciocínio estabelecida, como e por que a investigação foi realizada daquela forma. É muito comum observarmos que a metodologia foi aplicada por comodidade, por ser popular, por ser a mais comentada na comunidade.

Precisamos tomar cuidado com essa armadilha. Nem todos os projetos precisam de extensos processos, nem toda a metodologia deve ser aplicada e isso não significa que devemos trabalhar em estilo “Go Horse”. Traduzir para a sua realidade e a dos seus projetos é o grande diferencial.

O como utilizar os insights é a outra grande sacada, observo de forma recorrente que durante os conceitos e os desdobramento dos projetos as descobertas e os insights se perdem. E todos aquele suposto embasamento inicial não fez sentido para o produto final.

É preciso ter equilíbrio e foco no objetivo principal.


Claudia Patria é UX Manager na Telefônica Brasil